DEMISSÕES NO POLO PETROQUÍMICO GAÚCHO

PUBLICADO:

Demissões no Polo Petroquímico gaúcho Braskem REDUZ novamente os postos de trabalho

 

O SINDIPOLO vem à público denunciar que a empresa Braskem, controlada pelo Grupo Odebrecht, está realizando nestes últimos dias, várias demissões com fechamento de postos de trabalho em suas unidades no Polo Petroquímico do RS. Já são cerca de 50 demissões, só neste mês de novembro.  Novamente, após obter imensos incentivos públicos, através do BNDES e Fundopem/RS, com o motivo de alavancar a economia do Estado e a geração de emprego, agora não só demite trabalhadores, como fecha os respectivos postos de trabalho.

Uma empresa multinacional como a Braskem, de capital intensivo, emprega pouca mão de obra direta e terceirizada, mas de grande potencial e qualificação tecnológica. Mesmo assim, recentemente ocasionou uma redução acentuada do número de trabalhadores terceirizados e agora, no apagar das luzes de 2019, demite dezenas de trabalhadores diretos.

No RS, a Braskem tem cerca de 1.700 trabalhadores, de um total de  8 mil. Segundo informações da empresa, o objetivo é fechar cerca de 2% dos postos de trabalho, porém, aqui no RS, este percentual tem sido maior.

O Estado do Rio Grande do Sul já vem sofrendo com as políticas neoliberais, aplicadas nos diversos setores econômicos. No setor da indústria, onde a Braskem figura como uma das maiores do RS e com grande impacto na geração do PIB gaúcho, há um grande retrocesso.

O Governo do Estado e os demais organismos institucionais, como a Assembleia Legislativa e as diversas Câmaras Municipais, tem o dever social de não permitir e reagir a mais este ataque frontal aos trabalhadores e à sociedade gaúcha.

Quando uma empresa petroquímica como a Braskem, com uma grande margem de lucratividade, fecha postos de trabalho, não somente os trabalhadores estão em risco pela sua segurança e saúde, mas também há ameaças ao meio ambiente. Portanto, medidas governamentais devem ser tomadas para assegurar o desenvolvimento econômico, social e ambiental gerado pelo setor petroquímico.

O Polo Petroquímico Gaúcho deve gerar

emprego e riqueza para o Rio Grande!

(Texto será publicado no Correio do Povo de 27/11)

 




DESENVOLVIMENTO BY
KOD