13 DE AGOSTO: DIA NACIONAL DE LUTA

PUBLICADO:

Hoje, dia 13/08, trabalhadores, estudantes e a população em geral estão nas ruas para marcar o DIA NACIONAL DE LUTA contra a reforma da Previdência, em defesa da educação pública e por empregos. As atividades são convocadas pela Confederação Nacional dos Trabalhadores em Educação (CNTE) com apoio das centrais sindicais, movimentos sociais e União Nacional dos Estudantes (UNE).

 

UM CRIME CONTRA

A POPULAÇÃO

Em nível nacional, cresce o desemprego, que já atinge mais de 14 milhões de pessoas, a precarização, os ataques a direitos e até às normas de segurança. A educação, o meio ambiente e a aposentadoria dos brasileiros também vêm sendo ameaçadas com os cortes de recursos e a Reforma da Previdência (PEC 6/2019), já aprovada em dois turnos na Câmara dos Deputados, mas que ainda depende de aprovação em dois turnos no plenário do Senado.

Na prática, o projeto que será votado no Senado, acaba com a aposentadoria dos trabalhadores e atinge principalmente os mais pobres.

 

NO RS, A POLÍTICA DE

DESMONTE do estado

Em nível estadual, os protestos são contra os atrasos nos salários, os ataques aos direitos do funcionalismo e contra as privatizações já anunciadas da CEEE, CRM e Sulgás.

Os servidores públicos do RS amargam 44 meses de atrasos e parcelamento nos salários e as categorias estão há mais de cinco anos sem reajuste, sequer da reposição da inflação. Além disso, o governador Eduardo Leite vem impondo uma agenda de desmanche das escolas públicas, de precarização dos serviços públicos e de redução do Estado.

 

DE COSTAS PARA O POVO

Apesar da resistência dos trabalhadores e estudantes e da oposição no Congresso Nacional, a proposta do governo foi aprovada, mostrando que os deputados estão agindo de costas para o povo. Da bancada gaúcha, 22 deputados foram favoráveis e 9 contrários.

Mas ainda há tempo para virar o jogo e barrar essa reforma, que não acaba com privilégios, mas retira direitos de trabalhadores e aposentados, e reduz benefícios e pensões. A Previdência não está quebrada. Não aceite trabalhar mais e receber menos, nem trabalhar até morrer ou morrer trabalhando. A hora de lutar para tentar barrar esta reforma e defender a aposentadoria é agora.

 

GENDA DE ATIVIDADES DESTA 3ª FEIRA, DIA 13, EM PORTO ALEGRE

14 HORAS – Os servidores estaduais farão uma ocupação na Praça da Matriz, contra os desmandos dos governos estadual e federal. A programação inclui uma aula pública sobre democracia e mercantilização da educação e da saúde, bem como atrações artísticas;

16 HORAS – Haverá uma concentração em frente ao Palácio Piratini de onde os manifestantes saem em caminhada até a Esquina Democrática, no centro da Capital;

18 HORAS – Ato na Esquina Democrática e caminhada até a Faculdade de Educação (Faced) da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS).




DESENVOLVIMENTO BY
KOD