INCÊNDIO NA INNOVA PROVOCA SÉRIAS QUEIMADURAS EM TRABALHADOR DO TURNO

PUBLICADO:

O incêndio na Innova, ocorrido sábado (7), com queimaduras no rosto de um trabalhador, não é um fato isolado na Innova e muito menos na unidade de EPS. O que ocorreu está num contexto de inúmeros problemas de segu­rança e de gestão da empresa.

Os problemas na Innova de segu­rança, truculência na gestão, demissões e baixo efetivo, foram tratados nos últi­mos 18 meses em cerca de 20 informati­vos EM DIA do Sindipolo. Além disto, ti­vemos também inúmeras reuniões com a empresa para tratar destes temas.

A questão de segurança, dos incên­dios na unidade de EPS e a truculência na gestão foi o que mais dominou a pauta das reuniões. No último período a pauta tem sido sido problemas na gestão.

Em relação aos incêndios na unida­de de EPS, a empresa teve que interrom­per as atividades da produção da unida­de de EPS para intervenção de técnicos estrangeiros para efetuar melhorias no projeto da unidade, de forma a inibir as ocorrências de incêndio, conforme correspondência enviada ao Sindicato.

Nesta, inclusive, enfatizou que “sempre tratamos a segurança de processo e das pessoas como um pilar de sustentação da gestão da companhia”.

O que se observa é que, do ponto de vista da gestão e da segurança, nada evoluiu. Ao contrário, tem havido com frequência casos de agravamento dos problemas de gestão.

BAIXOS EFETIVOS

Outra questão que também tem cha­mado a questão na Innova, já tratado pelo Sindicato com a empresa, é sobre o baixo efetivo, mesmo com novas contratações. Isto acaba resultando numa instabilidade e insegurança na operação das unidades.

Há muitas situações em que traba­lhadores recém contratados têm que as­sumir as unidades sem acompanhamen­to de alguém com mais experiência, por imposição de algumas lideranças, que às vezes não enxergam ou não querem ver o que está a sua frente. Tentam impor o medo com teorias absurdas que resul­tam em preocupação com a segurança e instabilidade da equipe.
“ESTA” INNOVA TEM QUE MUDAR

Já está passando da hora “desta” Innova repensar profundamente o que ela pretende para sua gestão, para os trabalhadores e para ela mesmo enquanto em­presa. Do jeito que andam os problemas de gestão da Innova, está difícil para os trabalhadores aguentarem. Tratamos como “esta Innova”, porque esta empresa, depois que foi comprada pela Videolar, em todos os sentidos não é mais aquela Innova de até então.

O Sindicato nos contatos que tem com a empresa, em algumas situações percebe que aparentemente alguns gestores tentam encaminhar as questões a bom termo mas pelo que tem ocorrido, parece que outros estão na contramão ou até boicotam as tentativas de solução para os problemas de gestão e optam pela truculência.

Pior ainda é que, muitas vezes, tentam jogar nas “costas” dos trabalhadores, os problemas resultantes da gestão truculenta da empresa.

Em relação a ocorrência do dia 7, na segunda-feira (9), solicitamos uma reunião com a Innova para tratar a questão, o mais breve possível. Além disto, o Sindicato tam­bém está tomando outras providências, em relação ao que vem ocorrendo na empresa.

 




DESENVOLVIMENTO BY
KOD