> 2° REUNIÃO NACIONAL COM A BRASKEM SOBRE SSMA | Sindipolo

2° REUNIÃO NACIONAL COM A BRASKEM SOBRE SSMA

PUBLICADO:

No dia 25/07 a Rede de Trabalhadores da Braskem, se reuniu com a empresa em São Paulo/capital, na sede da Braskem, para tratar dos problemas de saúde, segurança e meio ambiente existentes dentro das unidades.

Nesta reunião, estavam presentes a CNQ e as representações sindicais de todas as regiões onde a Braskem tem unidades industriais e administrativas: Alagoas, Bahia, Rio de Janeiro, São Paulo e Rio Grande do Sul.

A reunião teve como interesse maior tratar dos itens de SSMA publicados na Carta de Maceió, a qual foi entregue pessoalmente e protocolada ao VP de RH na reunião ocorrida com a Braskem no dia 10/05/13.

Neste dia 25/07, a Braskem fez uma apresentação e retrospectiva de dados e informações, relativos ao tema, de 2002 até 2012.

Os sindicatos, diante do exposto, ouviram e argumentaram sobre não confor-midades de parte do que foi apresentado, exemplificando que na vida real nem todos os dados apresentados vão de encontro ao que acontece no chão de fábrica em todas as unidades espalhadas pelo Brasil. A apresentação feita é contraditória principalmente quando afirma o cumprimento da legislação previdenciária referente a emissão das Comunicações de Acidentes do Trabalho (CAT). Todos os trabalhadores, das diversas unidades da empresa, sabem que isso não é cumprido como deveria.

A Braskem cria sistemáticas em segurança de pessoas e processos que levam a omissão dos incidentes e dos acidentes, como o tal de OPS (Ocorrência de Primeiros Socorros). Além da volatilidade e dissonância das regras e mais regras que são criadas enxergando apenas parte dos motivos dos acidentes.

Em relação à situação dos trabalhadores terceirizados, a apresentação da empresa pareceu desconhecer a verdadeira precarização que ocorre com estes trabalha-dores. Em diversos momentos a empresa tratou, e afirmou, o cumprimento da legislação trabalhista e previdenciária brasileira em suas unidades. Porém, todos trabalhadores sabem perfeitamente da realidade que vivemos no nosso meio ambiente de trabalho, onde nem sempre as decisões maiores são cumpridas.

111111111111